Wood Frame: Saiba tudo sobre este modelo de construção inovador



Imagine um processo de construção que utiliza placas e perfis de madeira para levantar casas e até edifícios? A ideia parece distante, mas essa é uma das tendências no segmento da construção civil que mais vem ganhando força nos últimos anos, inclusive aqui no Brasil.


Ele foi criado nos Estados Unidos, ainda no século XIX, e desde então se tornou muito popular no país de origem, o motivo é a quantidade significativa de benefícios que esse modelo de construção oferece.


Mas não é apenas nos Estados Unidos que o modelo faz sucesso, países como Canadá além de outros países na Europa já utilizam o modelo. Já aqui no Brasil, ainda não há uma disseminação da modalidade Wood Frame, mas isso tende a mudar nos próximos anos.


O método Wood Frame está incluso no Sistema CES, Construção Energitérmica Sustentável. Esse sistema se destaca por ser composto por diversos elementos que asseguram a qualidade da obra. A madeira utilizada nas construções Wood Frame são, em sua maioria, eucaliptos ou pinus.


Conheça os componentes do Wood Frame


Componentes estruturais


Esses componentes são responsáveis pela sustentação da construção, sendo três elementos básicos, como:


Os montantes: Pilares horizontais de madeira, sua altura é correspondente a do pé direito, alguns casos podem ser feitos de metal.


As travessas: Peças horizontais com objetivo de servir de suporte para janelas.


Barroteamentos: Funcionam como suporte para pavimentos que estão acima do térreo.


Vedação


O próprio nome já indica a função dos elementos de vedação, eles são utilizados para impedir infiltrações.


Chapas de revestimento: Composto por chapas de OSB (Oriented Strand Board) de espessura mais fina, são indicadas para vedação vertical, também utiliza-se um reforço hidrófugo.


Chapas de barroteamento: Também são feitas de OSB, mas com espessura mais grossa para fazer a vedação do assoalho.


Acabamento


Neste grupo são utilizados componentes com objetivo de finalizar a obra, como instalações elétricas e hidrossanitárias, neste caso não há grandes diferenças do modelo de construção tradicional.


Também ocorre a utilização de fitas impermeáveis de borracha para conectar as peças de madeira, placas de cimento em ambientes que ficam constantemente molhados, como lavanderias e banheiros.


Vantagens e desvantagens do modelo Wood Frame


Vamos começar destacando quais são as principais vantagens do modelo, entre elas a sustentabilidade, economia, conforto e prazo de entrega.


Sustentabilidade


Infelizmente, não é novidade que o setor da construção civil é um dos que mais geram resíduos sólidos no meio ambiente, como por exemplo, sobras de argamassa, concreto, areia que não podem ser reaproveitados de outra maneira.


Há também impactos na qualidade do ar, já que existe o processo de queima de tijolos que são utilizados nos campos de obra.


O modelo Wood Free vem ganhando destaque, já que ele é uma alternativa para a redução de resíduos gerados que vão impactar no meio ambiente, outra vantagem é que a madeira utilizada para construção é o único material renovável.


Economia


A construção Wood Frame é um sistema que oferece diversas vantagens econômicas, começando pela matéria prima. A madeira é aproximadamente 10% mais econômica, quando comparamos com a alvenaria ou madeira de lei.


Há economia no consumo de energia elétrica, por exemplo, para fabricar um quilo de madeira são utilizados aproximadamente 1% do que seria gasto para produção de um quilo de cimento.


Conforto


Independente da região em que você mora, seja fria ou quente, as casas construídas no modo Wood Frame são mais agradáveis de se morar. Para fins de comparação, as casas de madeira absorvem até 40 vezes menos calor do que casas de alvenaria feitas com cimento e tijolos.


Prazo de entrega


Por ser um modelo de construção a seco, o prazo de entrega de uma casa de Wood Frame pode ser bem mais rápido do que os outros modelos existentes no mercado, é possível antecipar dois meses, de acordo com o projeto.


Quando pensamos nas desvantagens, é possível destacar alguns pontos, como mão de obra especializada, limites de pavimentos, manutenção de estrutura.


Mão de obra especializada


Aqui no Brasil, esse sistema construtivo não é muito utilizado, logo exige uma mão de obra especializada para tirar um projeto do papel e levantar o empreendimento.


É muito importante contratar mão de obra experiente, além disso, os responsáveis pela construção precisam de ferramentas e materiais muito específicos, o que pode atrasar o início do projeto.


Limite de pavimentos


As construções só podem ter, no máximo, 5 andares. Logo, é possível definir que construções que utilizam o modelo Wood Frame não são grandes empreendimentos.


Manutenção de Estrutura


Caso ocorra alguma demora para resolução de vazamentos, a madeira pode ser deteriorada e podem surgir fungos, por isso, esse modelo exige uma urgência na solução de problemas, além de manutenção constante.


Normas técnicas e regulamentação no Brasil


Embora seja um assunto recente no nosso país, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) já possui uma norma que pode ser utilizada para estabelecer critérios gerais a respeito do dimensionamento da estrutura, a ABNT NBR 7190:1997 – Projeto de Estruturas de Madeira.


8 visualizações0 comentário